terça-feira, julho 19, 2011

Balanços

Há uns meses atrás, descobri que me tinha sido dada autorização para vir fazer um estágio na Suiça, coisa que não estava à espera de conseguir. Hoje, o meu último dia de 24h aqui, sinto-me um bocado triste por partir e contente por um semi regresso (não vou directa para Portugal) e por isso, pensei que era interessante, para mim entenda-se, fazer um balanço da minha estadia:

- Decidi atirar-me aos lobos logo no dia a seguir à minha chegada e foi uma das melhores coisas que fiz, sem tempo para pensar e começar com receios e "ai não sei se sou capaz...!". Só não foi logo no dia em que cheguei, porque era domingo!

- Descobri diferenças interessantes nas salas em que estive, mas a base da educação é a mesma que em Portugal, apenas banhada em muito mais respeito (o que também não é complicado, atendendo ao pouco que existe no nosso país).

- Tive momentos de pura felicidade e momentos em que verguei quase ao ponto de quebrar, mas não quebrei!

- No último mês, passei de estagiária a substituta, o que só por si já demonstra que gostaram muito de mim, mas não obstante, sempre que vinha alguém novo e explicavam quem eu sou e o que fazia lá, diziam sempre que eu era melhor que a substituta oficial, perante o ar incrédulo da pessoa a quem estavam a explicar (uma pessoa vir de fora, não saber falar como deve ser e de repente substituir uma educadora com uns bons anos de experiência em cima e gostarem de ti? Eu se calhar também ficava de boca aberta). Não preciso de dizer como me sentia, certo?

- Tive a oportunidade de visitar sítios lindíssimos, dignos de muitos postais, e só tenho pena que a minha máquina fotográfica não lhes faça justiça.

- Vi locais que me fizeram pensar ainda mais em quão sub-aproveitado Portugal está. O nosso país tem um grande potencial a nível paisagístico e em vez de o aproveitarem, vão deixando que se degrade mais e mais.

- Descobri que fui a primeira pessoa a vir do estrangeiro e ter permissão para fazer um estágio numa escola infantil. Posso dizer que fui pioneira em alguma coisa! São bastante cuidadosos com as pessoas que deixam entrar nas escolas, mesmo as que vêm fazer apresentações, porque todo o cuidado é pouco. Eu consegui porque quem pediu o estágio para mim é uma pessoa impecável, excelente mesmo, e foi uma espécie de atestado de boa índole, uma espécie de cartão de visitas. Aparentemente, a minha vinda e o facto de ter sido uma experiência muito boa, tanto para mim como para as educadoras com quem trabalhei, pode abrir portas a alguém no futuro.

- Desafiei-me e fui desafiada. É com muito orgulho que digo que não só saí viva e de boa saúde dos desafios, como os venci! Não sabemos do que somos capazes até nos pormos à prova.

-Quando cheguei quase não falava francês, apesar de compreender com uma certa facilidade, e agora ao menos arranho-o! (Até parece que consigo ouvir uma das educadoras a dizer "ainda não falas bem?! tu falas muito bem! Não sei se conseguia o mesmo na tua situação")

E por agora fico-me por aqui, já vai longo e tenho noção que é mais para mim que para vocês, isto não vos interessa...

4 comentários:

Mask disse...

Claro que interessa. Fico muito satisfeito em saber que cumpriste com os teus objectivos e que tenhas superado as tuas expectativas e as dos que contigo trabalharam. Sempre em frente é o caminho. Orgulhas-me!

Afal disse...

Estás definitivamente decidido a fazer-me chorar numa base diária! Obrigada mano, muito, muito obrigada***

Jedi Master Atomic disse...

Bienvenue au dîner de bloggers :P

Afal disse...

Merci! Escolham uma data que eu possa e estou lá de certeza ;)