quarta-feira, fevereiro 02, 2011

Sombras

Fecha os olhos, inspira.
O ar que lhe inunda os pulmões está quente, apesar do frio que sente.
O copo transborda. Por mais que forme uma superfície côncava, que adie o momento, acaba sempre por transbordar.
O silêncio faz-se tardar, mas não por si. Está tão silenciosa como o mais perfeito dos livros. Não ganhará vida até que alguém a tome nas mãos e a leia.
O coração bate de mansinho, quase não se sente. A força poderia acordá-la e depois ela não saberia o que fazer.
Abandona-se ao que melhor sabe: viver na sua mente, criar os obstáculos que não existem e saltar por cima dos reais como quem salta ao eixo.
Mas por vezes aparece uma sombra nestes seus devaneios. Acaba-se o sol, erguem-se os obstáculos, não consegue ver para além do mais imediato. Nessas alturas, por mais cor que a rodeie, por mais alegria que se encontre nessa pequena redoma, a sombra espreita, como quem brinca às escondidas. Está sempre lá para a recordar que fora daquele mundo, nada existe, nada continua, nada ganha, nada vive.
Pelo menos não está sozinha, terá sempre a sombra consigo. Isso, ela não perde.

5 comentários:

Corina de Oliveira disse...

é preciso sempre um pouco de escuridao para haver luz :)

Corina de Oliveira disse...

O meu reino da noite gostaria de te desejar um feliz ano novo chinês :)

Kung Hei Fat Choi !!!

Beijinhos e um bom ano chinoca :D

Gema disse...

Profundo ;)

Afal disse...

Obrigada Gema ^^ Estou bastante destreinada da escrita...

Corina de Oliveira disse...

Por acaso até gosto do horóscopo chinês... no entanto, acho que o Caranguejo tem mais a ver comigo do que o Dragão :p mas acabo por achar piada na mesma!

Já agora... Kung Hei Fat Choi significa Feliz Ano Novo em mandarim :D