terça-feira, junho 28, 2011

Fim de Semana em Lausanne

Peço desculpa pelo momento de silêncio que paira por aqui, mas isto de ser estagiária e educadora noutro país, numa língua que não é a nossa...tem muito que se lhe diga.

De qualquer maneira, este fim-de-semana estive em Lausanne, a passar um bocadinho com um amigo. Devo dizer-vos, se estão a pensar visitar a Suiça, juntem aos vossos planos estas cidades: Lausanne, Montreux e Morges. Basicamente, qualquer cidade que esteja à beira do lago, serve o propósito de passar um bom momento e de ver paisagens lindíssimas.

(Montreux)

Começámos por dar uma volta por Lausanne, que se pode comparar, talvez, ao Porto, onde tão depressa se está a subir, como se está a descer. Há muitos edifícios que foram restaurados, por vezes zonas inteiras, o que torna a cidade algo digno de ver, porque tem o cruzamento perfeito entre o que é recente, moderno e ao mesmo com as fachadas antigas, restauradas e, acima de tudo, cuidadas. Aliás, na Suiça a palavra chave é "cuidada", desde as ruas aos edifícios, à forma como as pessoas se tratam (nem todas, claro, há sempre excepções).

(Lausanne)

Depois, seguiu-se Montreux. Se eu já tinha adorado Lausanne, esta cidade cativou-me ainda mais, possivelmente por estar muito mais perto do Lago Léman, sem ser necessário andar tanto. Além disso, a cidade estava a preparar-se para o Festival de Jazz, portanto estava toda enfeitada e estavam em andamento os preparativos para a festa que começa esta 5ª feira.

Outra coisa que adoro na Suiça, todos os bocadinhos de espaço que não têm nada, automaticamente passam a espaços verdes, mesmo que não seja relva há-de ter plantas que não precisam de ser tão tratadas, mas continua a ser um espaço verde. E quando digo todos, é mesmo isso que quero dizer, Todos! Algo que Portugal bem podia fazer, diga-se de passagem...

Além disso, tive oportunidade de "conhecer" um dos meus ídolos *___*

Estava longe de imaginar que o Freddie Mercury viveu na Suiça, muito menos em Montreux, mas a verdade é que viveu e eles têm uma estátua em sua homenagem ;) Só por isso já valia a pena ir lá passear.

Por último, mas não menor em questões de beleza, fomos até Morges. Mais uma vez, à beira do lago, mais uma vez com paisagens lindíssimas.


Em Morges, demos um passeio sempre com o lago ao lado, vimos uma réplica de um barco do séc. XVII, que levou 5 anos a ser construído. O barco foi construído por desempregados, com o intuito de alento e dignidade aos artesãos, vítimas da crise económica dos anos 90.

Aparentemente, retiraram os remos à Galera que, aquando da inauguração em 2002, estavam em exposição, mas como o barco tem um motor, servem apenas para propósitos decorativos.

De seguida fomos a um jardim, que fica um pouco mais à frente, onde se pode passar um bom momento em descanso, com imensas árvores, bancos à sombra com vista para o lago e um coreto lindo que é a cereja no topo do bolo.



Bem, vou terminar por aqui, espero que tenham ficado com vontade de visitar estas cidades à beira lago e que, se o fizerem, aproveitem bem a estadia ;)

Resta-me agradecer ao Alexandre por me ter andado a passear e à família por me receber tão bem!

1 comentário:

Corina de Oliveira disse...

Freddie Mercury?! Eu querooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo *______*



Mas que paisagens lindas... São de facto maravilhosas!