quarta-feira, março 29, 2006

Fascínio


As pessoas apaixonam-me.
Às vezes dou por mim a pensar que estou apaixonada e chego à conclusão de que a minha paixão é pela pessoa, pela personalidade dela.
Apaixonam-me as pessoas que estão de alguma forma ligadas às coisas de que gosto, principalmente artistas, mas não os que vemos na televisão e se vêem nas revistas, esses são apenas personagens.
Pessoas ligadas às artes pásticas fascinam-me. A música é a minha vida, é ela que me faz sobreviver quando o que quero é apagar-me do mundo, logo, fascinam-me as pessoas que tocam algum instrumento e/ou cantam. Refugio-me na escrita e, por isso, idolatro quem escreve.
Estes são os tipos de pessoa que têm personalidade muito forte, pessoas que lutam pelos seus ideais e que não dependem das opiniões dos outros para sobreviverem.
Apaixono-me e idolatro as pessoas que de alguma forma a sua alma toque a minha, servem como modelos, são quase como o que eu espero um dia vir a atingir.
Daí que eu cometa muitos erros a classificar relacionamentos e sentimentos, apaixono-me pela pessoa, pela alma dela e, no fundo, é paixão e não amor.

Agora...expliquem-me se conseguirem...como é que eu faço para distinguir?

3 comentários:

Nobody's Bitcho disse...

só o teu coração é que pode fazer a distinção. Quanto ao resto, é bom apaixonares-te pelas pessoas... Neste aspecto és totalmente igual a mim ^^ (ou eu a ti... wtv :D)

bjo grand, almofadinha

Rolls disse...

A distinção faz-se no teu coração... É difícil, sim, bastante!... Mas aprendes a fazê-la... As atitudes da outra pessoa também ajudam bastante. Porque o amor ou a paixão és tu que os crias em função do que recebes do outro ( podes é interpretar o que te é dado de maneira diferente...). Mas apaixona-te! Muito! É bom... Apaixona-te por ti e verás que é meio caminho andado para te dares aos outros e quebrares muitas barreiras que (ainda)encontras entre ti e eles.

Beijinho

Penélope, a Janela disse...

bem, antes de mais, os meus parabéns por esta escrita e pela extrema sensibilidade em relação ao mundo que te rodeia. apesar de não te conhecer, devo dizer-te que este texto também diz muito sobre mim, também sou assim. a isto chama-se ser apaixonada pelas pequenas grandes coisas da Vida. e kanto a destinguires paixão de Amor, vais saber. Quem é assim tão sensível cm tu pareces ser consegue perceber. no dia em que encontrares a tua alma gémea, saberás, porque irás olhar nos olhos dessa pessoa e ver a tua alma reflectida lá no fundo. por isso, n t preocupes. deixa-te levar pela Vida e ela própria encarregar-se-á, com a tua ajuda, claro está, d t pôr frente a frente com essa pessoa. e quando olhares para ela, saberás. sentiras uma certeza que nunca sentiste antes.